sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Mostra de Fotografia Científica



Exposição que passará pela Grã-Bretanha, Europa e China mostra os trabalhos fotográficos de cientistas.


Do FL
Fotos Divulgação

Não, eles não queriam tirar uma boa foto, só estavam desenvolvendo suas pesquisas e registrar com qualidade fazia parte do trabalho. Mas as fotos ficaram tão boas, intrigantes e belas que mereceram um espaço no hall da fama da arte.

A fotografia científica não é uma novidade. Desde a criação da fotografia, ela vem sendo usada para fotografar experiências, inclusive com pessoas.

Neste caso, são microorganismos, fetos de animais (como o feto de morcego que abre este artigo), pequenos seres vivos e até gigantescas formações de corpos celestes. Coloridas e misteriosas, algumas das imagens foram feitas com recursos avançados como a ressonância magnética e a electromicrografia, enquanto outras foram feitas do modo tradicional (digital, claro).

A mostra, que está no momento em Newcastle, na Inglaterra, percorrerá a Europa e a China. Ainda não temos notícias de que ela venha para o Brasil Tomara que sim!


Nicole Ottawa fez esta imagem da antena de um mosquito com eletromicrografia.


Tardígrado, ou urso d'água, um pequeno invertebrado encontrado no musgo de um lago de cratera vulcânica na Tanzânia, retratada por Nicole Ottawa, da Alemanha, em 2010

"O espetáculo empoeirado de Orion", feita este ano por Robert Hurt, nos Estados Unidos.

Veja mais fotos no portal da BBC Brasil
Google