quarta-feira, 17 de julho de 2013

A verdade por trás da imagem do fotógrafo pegando fogo em vulcão havaiano


Kawica Singson disse, em entrevista ao Fotografe Livre, que usou fluído de isqueiro para botar fogo no tênis e no tripé.


Por Diego Calvo
Fotos de Chris Hirata (com autorização de Kawika Singson)


O fotógrafo havaiano Kawika Singson, de 50 anos, que foi retratado com seu tênis e o tripé da câmera pegando fogo ao tirar foto perto de vulcão, deu uma entrevista exclusiva para o Fotografe Livre e declarou que usou fluído de isqueiro para dar ignição às chamas. A imagem foi postada no Facebook no dia 4 de julho de 2013.

“Fiz pose para a foto, eu estava na lava muito quente, são chamas reais, mas não começou por conta própria, teria levado muito tempo para isso acontecer e estava muito quente para eu esperar pegar fogo por si próprio, então eu tive que (com fluído de isqueiro) iniciar as chamas”.

Ele relata que teve de segurar a respiração enquanto posava para a foto.

“Há um monte de perigo que não pode ser visto na imagem, os gases tornavam difícil a respiração”, disse.

Quando questionado sobre a repercussão da imagem, falou: “Eu não esperava isso tudo! [...] tirei a foto para colocar no Facebook”.

Singson mora em Kona, no Havaí, e é um típico morador local praticante de diversos esportes e coisas radicais. Tira fotos regularmente há um ano, período em que comprou sua câmera. 

Ele alerta:

“Sugiro que ninguém tente isso, é muito perigoso!”

Apesar de não ser uma fotomontagem, como as que já mostramos aqui no FL, é claro que Kawika forjou a cena, mas é nítido também que ele não quis ludibriar ninguém.

Google