quinta-feira, 6 de junho de 2013

Dica para ajustar o foco


Saber ajustar corretamente o foco de sua câmera é essencial para trazer a foto perfeita

Por Diego Calvo
O foco da máquina fotográfica é parte importante na realização de uma fotografia. Com ele, você consegue selecionar qual parte da foto deve estar nítida, controlando a composição de sua cena.
Se você não tem uma Lytro (câmera que faz fotos com múltiplas focagens ajustáveis) já deve ter percebido que é impossível obter o foco, caso tenha perdido, depois de a imagem ter sido tirada. Não dá para ajustar isso no Photoshop. 


Você pode querer ver também:
Dicas para fotografar bem melhor
Dicas para fotografar a lua
Dicas para fazer fotometria
Fotógrafos famosos

Quer trocar de equipamento? Leia estas dez dicas para comprar sua câmera fotográfica.
Como sempre dizemos aqui, é importante que leia o manual de sua câmera, pois nele você verá quais e como selecionar o tipo de foco que quer usar.
Aqui vamos adiantar quatro tipos mais usados e colocar as nomenclaturas das duas marcas de câmeras mais vendidas, a Canon e a Nikon.

MODO DE PONTO ÚNICO – One-Shot AF (Canon), AF-S (Nikon) – Sem dúvida este é o modo mais usado por fotógrafos profissionais. Primeiro você define o ponto de foco (aconselho definir no meio do visor) e depois usa-o de referencia em suas fotos, como se fosse uma mira, apontando para o exato local onde quer focar, assim, ao apertar o botão de disparo até o meio, ele focará onde está mirando. Aí, é só manter o botão “meio” apertado e ajustar a cena, pois o foco não mudará de posição. Mas cuidado, o objeto pode desfocar se ele ou você se distanciarem.
Uso na prática – Serve para quase tudo, mas é principalmente usado em paisagens (que são imóveis na maioria do tempo), em retratos (pois a pessoa fica parada), em fotos que exijam cliques rápidos (porque seu tempo de foco é bem mais veloz) e para focar em pontos bem específicos.
Conheça a Nikon Coolpix P900, o maior zoom da categoria. 
MODO CONTÍNUO – AI Servo AF (Canon), AF-C (Nikon) – O funcionamento é parecido com o Ponto Único, mas só até a segunda página. Depois que você focou em um determinado objeto (motivo), a câmera manterá focado nele enquanto o botão estiver “meio” apertado, ainda que você, ou ele, se movam. O problema é que este método torna o foco lento e você pode perder o momento exato do clique.
Uso na prática é muito usado para fotografar animais (pois eles não ficam posando para foto) e para fotografar ‘motivos’ que se movam não muito rápido, como uma pessoa andando (pois dá para acompanhar com a câmera e ir clicando).

MODO MANUAL – MF – Só presente em câmeras Reflex, o foco manual geralmente é selecionado na lente (Canon), ou na câmera através de um botão (Nikon) e é a ausência de todo tipo de automação no foco, assim, você terá de focar manualmente, direto na lente.
Uso na prática Quando há pouca luminosidade no local, a câmera não consegue realizar a leitura do ambiente, neste caso, você pode usar o foco manual. Também é usado quando se pretende focar em um lugar bem especifico, pequeno e estático ( por estar parado, você pode chegar há um resultado mais fino).

MODO AUTOMÁTICO – AI Focus AF (Canon), AF-A (Nikon) – Neste caso, você não terá nenhum controle sobre o foco, a câmera é quem vai decidir o que focar e se acompanha ou não o objeto focado.
Uso na prática Quando algum amigo mala quiser tirar uma foto do copo de cerveja na mesa, você coloca neste modo para ele não ficar perguntando: “Como que faz?” – de resto, não vejo uma utilidade de fato para usar este modo.   

E também estude sobre  Profundidade de Campo, ela tem muito a ver com foco e seu uso.


Dúvidas? Deixe uma mensagem que nós responderemos.  
Google