terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Três Pilares da Fotografia - Abertura, Velocidade e ISO



O conhecimento básico da fotografia depende de três elementos: Abertura, velocidade e Iso. Neste artigo vamos explicar a abertura, sua aplicação e a diferença que sua regulagem causa na imagem.  


Por Diego Calvo

Começaremos a falar dos três pilares da fotografia (abertura, velocidade e ISO) pela abertura. Para acessar os outros pilares, basta clicar nos links espalhados pelo artigo, ou no final do texto. 

Você já deve saber que a fotografia não é só apertar o botão. Existem etapas a se passar para que comece a entender a complexidade de extrair uma boa imagem. Para isso, é de suma importância conhecer e saber controlar os três pilares da fotometria fotográfica: abertura, velocidade e Iso.

A fotometria, como o próprio nome diz, é a medição da luz. Medir a luz serve para equilibrar a entrada de luminosidade na fotografia, deixando no ponto certo a imagem (nem clara e nem escura demais).

As máquinas modernas fazem isso automaticamente, mas um bom fotógrafo consegue regular estes três elementos para extrair o efeito ideal para sua obra.

Neste artigo nós trataremos da abertura.

Nos nossos olhos, a pupila se abre quando o ambiente é escuro, e se fecha, quando estamos no claro. Isso é feito para que, no escuro, entre mais luz e, no claro, entre menos luz, regulando no ponto ideal a imagem formada em nosso cérebro.

Nas câmeras fotográficas quem faz o papel da pupila é uma peça chamada diafragma. Quando aberta, permite que mais luz entre na máquina e se impregne no filme (ou CCD e CMOS nas máquinas fotográficas digitais). Já quanto mais fechada, obviamente, menos luz entra.

Para abreviar, uma luz exagerada temos uma sobre-exposição (foto “estourada”) e com menos luz temos uma subexposição (foto “escura”).  

Em sua máquina, a abertura é representada pela letra “f” (se não souber onde fica, leia o manual do equipamento). Em resumo, quanto maior o valor de f, mais fechado será seu diafragma e vice e versa.
Uma lente com f/2.8 é considerada uma lente clara, já uma com f/5.6 é uma escura. Existem lentes no mercado que vão de f/1 à f/32.

Leia mais dicas de fotografia

Para explicar porque quanto maior o número de f, menor é a abertura, basta saber que f/2.8, na verdade, é uma forma exemplificada de escrever f 1/2.8, sendo assim, matematicamente, 1/2.8 é maior que 1/32 (pegue uma calculadora e faça a conta).

Outra característica da abertura é determinar o campo focal. Em termos gerais, o campo focal é o perímetro que envolve o objeto focado. Dentro dele, todo elemento ficará em foco.

Quanto maior o valor de f, maior será seu campo focal. Se você quiser fazer uma foto onde o fundo da imagem fique totalmente desfocado, abra o máximo possível o diafragma. Isso é definir a “profundidade de campo”. Quanto mais desfocado, menor será a profundidade.


Bom galera,no próximo artigo tratarei da velocidade. Enquanto isso, pegue sua máquina e teste em objetos diferentes. É clicando que se aprende.

Agora á para velocidade ou Iso.

Google